painel solar

Solar térmico

Os sistemas solares térmicos convertem a energia solar em calor utilizado para aquecer água, mesmo em dias de pouca radiação. O aquecimento de água é um dos maiores consumidores de energia em edifícios de habitação, instituições e alguma indústria. Um sistema solar térmico pode fornecer até 80% das necessidades de água quente ao longo do ano.


Aplicações

Água quente é sinónimo de conforto e indispensável numa sociedade moderna, apresentando-se no presente como um bem de primeira necessidade; no entanto, a sua produção recorrendo às energias convencionais (gás, eletricidade, gasóleo, etc) representa um custo significativo na fatura energética das famílias, instituições e empresas. A instalação de um sistema solar térmico vai reduzir até 80% este custo permanente e crescente, apresentando-se como um investimento muito seguro.

Um sistema solar térmico pode ser instalado em qualquer edifício ou local que tenha consumos de água quente de forma a reduzir substancialmente a fatura energética.

Assim como principais aplicações para sistemas solares térmicos temos:
• Produção de Águas Quentes Sanitárias, (para habitação, instituições, serviços ou indústria);
• Aquecimento de Água de Piscinas (para piscinas particulares ou públicas, aumentando o período de utilização ou reduzindo o consumo de energia convencional despendido com o aquecimento da água);
• Apoio a Sistema de Aquecimento por piso radiante (no inicio e no final da época de aquecimento, o sistema solar térmico pode fornecer energia para aplicação no aquecimento por piso radiante);
• Processos industriais que envolvam água quente.

Conscientes desta nova realidade a maioria dos fabricantes de máquinas de lavar louça e roupa, equipamentos mais consumidores de energia numa habitação, tem máquinas já preparadas para receber diretamente água quente de produção solar.


Princípio de funcionamento

A radiação solar incidente entra no coletor solar através do vidro aquecendo a placa absorvedora; esta apenas emite radiação infravermelha, a que o vidro é opaco, não permitindo que a energia captada seja novamente libertada. Assim a temperatura na placa coletora aumenta, levando à transferência de energia sob a forma de calor para a serpentina de tubos com o fluido solar. O fluido solar aquecido circula através de uma tubagem, passa por uma serpentina no interior de um acumulador, e transfere a energia sob a forma de calor para a água do depósito. O fluido solar arrefecido continua a circular até ao coletor onde é aquecido novamente repetindo-se o processo. A água quente do depósito fica disponível para utilização.

Sistema solar térmico com circulação forçada

Sistema de circulação forçada

Sistema em que o fluído solar circula na tubagem entre o coletor solar e o acumulador de água quente, forçado por uma bomba circuladora, cujo funcionamento é regulado por um controlador solar, que aciona a bomba de acordo com as temperaturas dadas por sondas instaladas no acumulador e no coletor. O acumulador de água quente fica no interior do edifício.

Sistema tipo termosifão

Sistema solar térmico tipo termosifão

Sistema Solar compacto, com o acumulador no exterior junto ao coletor solar, em que o fluído solar circula entre o coletor e o acumulador, apenas por efeito termosifão, aquecendo a água para consumo. Este sistema dispensa qualquer bomba circuladora, controlador ou sondas.

Escolha do sistema mais adequado

Apesar de os sistemas solares térmicos, se apresentarem como sistemas muito simples de instalar e com uma tecnologia já muito madura, a instalação de um Sistema Solar Térmico deverá ter em contas algumas variáveis fundamentais: a localização da habitação (a radiação solar varia de região para região), o número de pessoas que vivem e usam a habitação, as necessidades de água quente sanitária, a disposição da casa, os equipamentos existentes para a produção de águas quentes, etc. Não existindo uma solução ótima tipificada, o tipo de sistema (termosifão ou circulação forçada), o número de coletores, a capacidade do acumulador, etc., devem ser ajustados a cada caso.

O desempenho e durabilidade de uma instalação solar térmica depende fortemente da qualidade dos materiais utilizados e do rigor com que o sistema é projetado e executado. A Energlobo dispõe de alvará e credenciação específica para a execução de qualquer sistema solar térmico e oferece-lhe a segurança de uma equipa muito experiente e altamente qualificada, com centenas de instalações em funcionamento por todo o país. Contacte-nos.


Valid XHTML 1.0 Strict © 2014 Energlobo